Crônicas

Essa coisa de cinzas

0
As primeiras pessoas que andaram por estas bandas decerto não estavam preparadas. Nem para o calor, nem para a quentura. Tem dias que Fortaleza é o interior de uma panela de barro, hábil em não deixar esfriar-se pela temperatura externa. Conservadora, habilidosa na preservação dos seus – ainda que o afago seja quente demais. Claro… Leia mais

Anônimo

0
Certa vez, em um de seus trabalhos, ele se perguntou o motivo daquilo. Queria saber por qual razão isso acontecia. Mas nada plausível lhe vinha à cabeça. Ali, olhando para sua mesa, sua caneca, com uma grande mácula negra no fundo das tantas doses de café, o cinzeiro ao lado, com baseados tragados, esperando pelo… Leia mais

Empatia esquecida em um mundo individual

0
Pessoas em seus cotidianos têm a chance de mudar a realidade de alguém e por consequência a sua Era um dia comum e me preparava para mais um dia de aula. Costumo observar as pessoas que pegam o coletivo junto comigo, afinal, de Caucaia até a região leste de Fortaleza dá tempo para ver muita… Leia mais

Chuva de desatinos

2
Hoje, chove. E, quando chove, surgem cascatas de grosserias que brotam das bocas dos mais improváveis “seres dotados de inteligência”. E se estamos no carro? O dobro de difamações jorra na sua face. Falo por experiência própria. O motorista que nunca foi xingado que atire o primeiro palavrão. Darei aqui meu testemunho. Estava voltando pra… Leia mais

Caminhando e pensando

0
Minha gente, eu não sou muito de viajar. Não porque não gosto. Aliás, adoro. Mas tempo livre é para poucos sortudos. Todas as minhas viagens passaram pelo Nordeste. Encantador por sinal. Mas como todo mundo fala da beleza apaixonante do Rio de Janeiro, aproveitei que tinha um congresso de jornalismo por lá e me mandei.… Leia mais

A graúna feliz e os sabiás azedos

0
“Nem tudo o que parece é”. Mesmo que os olhos apontem algo, uma melhor observação é sempre necessária. A Graúna Feliz, infelizmente, descobriu isso da pior forma. Nenhuma outra graúna jamais poderia imaginar. A Graúna Feliz levava a vida na plenitude. Ora, ela fazia parte de um bando de graúnas, sabiás e até gaivotas que… Leia mais

Orgulho do papai?

0
No final de semana, o pai que só vive para o trabalho resolve recuperar o tempo perdido e se aproxima do filho para um papo de homem. – Meu filho, já pegou alguma menina na escola? – Papai, eu não só peguei como… Antes que o garoto terminasse a frase, o pai se enche de… Leia mais

A pergunta que não quer calar

1
Tarde de domingo.Algumas horas depois do almoço em família, enquanto a esposa e os filhos gêmeos tiravam aquele cochilo da tarde, Alfredo, como de costume, organizava sua pasta de trabalho e checava a agenda para a semana seguinte, quando foi surpreendido com a pergunta de Jorginho, de sete anos, o mais velho dos três filhos.… Leia mais

Para enxergar o mais difícil

0
Celebrar mais um ano, mas pensando no que precisa mudar. Enxergar o que não se quer ver e agir. Conhecer a história é entender um pouco mais a própria alma. Locais como a Avenida Presidente Castelo Branco, a Praça dos Mártires e o Parque da Liberdade me fazem lembrar o quanto a memória deixa os… Leia mais