Notícias

JORNALISMO DE SERVIÇO: Trânsito da cidade é destaque na rotina do rádio

Categoria:

Entrevistas

0

Colaborativismo e informação dão voz aos ouvintes que estão presos nos principais congestionamentos de Fortaleza

Se em 20 minutos tudo pode mudar, algo não muda no dia de muitos fortalezenses: para ficar bem informado sobre o trânsito da 5ª maior cidade do país, basta sintonizar a 101,7 no rádio. Desde que a Tribuna Band News FM estreou oficialmente, em 11 de março de 2013, a frequência que toca informação o tempo todo, decidiu investir no trânsito, justamente por ter se tornado um problema comum a todos que ocupam as ruas da capital.

Sávio Manfredini na abertura regional da programação, trazendo os pontos de congestionamento na cidade (Foto: Arquivo Pessoal)

De segunda a sexta vai ao ar, a partir das 6 horas, o “Tribuna Bandnews – Edição Manhã”, quando o jornalista Lucas Leite orienta os ouvintes sobre quais  ruas e avenidas apresentam dificuldades de locomoção já no começo do dia. De 13 às 18 horas a jornalista Daniella de Lavor e o jornalista Sávio Manfredini, além de deixar os ouvintes bem informados sobre os principais acontecimentos do dia, aproveitam o horário de maior congestionamento, ou como alguns preferem dizer, o horário do rush, que começa a partir das 17 horas,  para realizar prestação de serviço aos ouvintes.

Nesse momento, o jornalismo de serviço ganha peso na programação e orienta os seus milhares de ouvintes sobre o melhor caminho para chegar aos destinos, seja para casa, faculdade, ou o happy hour após um dia intenso de trabalho.

Em entrevista ao portal Quinto Andar, o jornalista Sávio Manfredini abordou  a importância do Jornalismo de Serviço e os motivos que levaram a Tribuna Band News FM a se tornar a “rádio do trânsito”. Ele diz que a cidade, considerada a quinta maior do país, com uma grande frota de veículos, necessitava de uma novidade como a que a rádio trouxe, para ajudar os fortalezenses a melhor se locomover. Ressalta que mesmo com os aplicativos disponíveis para a orientação, o rádio ainda é a escolha preferida.

De fato, o rádio continua sendo uma preferência nacional. De acordo com a Kantar Ibope Media, empresa líder no mercado de pesquisa de mídia na América Latina, o meio continua desempenhando um papel fundamental no dia a dia do brasileiro. Em 2016, o rádio alcançou 89% das pessoas nas 13 regiões metropolitanas onde a audiência é aferida pela empresa: Grande São Paulo, Grande Rio de Janeiro, Grande Belo Horizonte, Grande Curitiba, Grande Fortaleza, Grande Porto Alegre, Grande Recife, Grande Salvador, Campinas e Distrito Federal. Nestas regiões, o rádio foi consumido por 52 milhões de pessoas. Ainda de acordo com a pesquisa, em média o brasileiro escuta 4 horas e 36 minutos ao dia.

No estúdio da Tribuna Band News FM, os jornalistas utilizam as informações do site Maplink, onde é possível encontrar, em tempo real, informações sobre avenidas mais congestionadas no momento e o total de quilômetros congestionados na cidade. Neste momento, os ouvintes podem se informar sobre as principais avenidas congestionadas e quais alternativas podem surgir pelo caminho.

Apesar das tecnologias empregadas, Manfredini ressalta que a colaboração do ouvinte é essencial para que as informações do trânsito possam ser as mais fieis possíveis, e que o retorno deles tem acontecido de diversas formas. Desde a informação de onde estão acontecendo os congestionamentos, até os agradecimentos de pessoas que buscaram alternativas de rotas após ouvirem no rádio a lista de ruas e avenidas congestionadas.

Manfredini credita à Tribuna Band News FM o pioneirismo na informação de trânsito. Segundo ele, apesar de outras rádios já terem utilizado este tipo de serviço, nenhuma conseguiu uma identificação tão forte junto aos ouvintes. A tecnologia, de acordo com o jornalista, facilitou este contato direto com o público. Se utilizando o telefone o contato já era intenso, após o advento do WhatsApp para contato direto com o estúdio, o retorno dos ouvintes tomou uma proporção ainda maior.

O uso do aplicativo de celular WhatsApp como ferramenta para um jornalismo colaborativo no processo de apuração da notícia, tornou-se comum nas redações de todo o país. O aplicativo permite estabelecer um canal de comunicação com o público, que pode, assim, enviar informações, vídeos e fotos. A técnica mudou consideravelmente a rotina das redações.

A Rádio O Povo CBN, que se une à Tribuna como as únicas rádios “all News” da cidade, também busca em sua programação oferecer o Jornalismo de Serviço com informações de trânsito. Desde julho de 2014, a rádio passou a receber informações de ouvintes pelo WhatsApp e, no mesmo ano, lançou o projeto Táxi Repórter, em parceria com o Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditáxi) e as cooperativas de táxi do estado. A proposta da parceria era facilitar a comunicação dos motoristas com a Redação da emissora.

Além do Jornalismo de Serviço sobre trânsito informar ao fortalezense, tornou-se também uma ponte entre a sociedade e o poder público. De acordo com Manfredini, muitos ouvintes da Tribuna Band News FM buscam a rádio para reclamar de sinais de trânsito quebrados, ruas com buracos e vias com engenharias de locomoção questionáveis, o que aproximou o veículo de comunicação das autoridades de trânsito da cidade, e os pressionaram a dar uma devolutiva rápida aos anseios dos ouvintes.

PODCAST

Como estamos abordando o jornalismo de serviço em rádio é possível ouvir um podcast com os trechos mais importantes da entrevista com o jornalista Sávio Manfredini., que já pode ter lhe ajudado a se locomover em nossa metrópole.

Texto: João Ricart (6º semestre – Jornalismo)

Tags: , , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *