Notícias

Jornal Papiro: 2014.1

Categoria:

Papiro, Texto

0

A jornalista Eliane Brum, acertadamente, titula uma coletânea de reportagens publicadas na revista Época de “O olho da rua”. O nome é sugestivo, porque entre outros motivos, lembra o quanto o repórter se transmuta neste olhar, que conhece pessoas e visita lugares e situações onde poucos conseguem se fazer presente. Seja na reportagem ou na notícia diária, o repórter é quem está na cena e é, a partir do seu olhar, que os fatos são narrados.

Neste começo de semestre, alunos e alunas da disciplina Projeto Integrado de Jornalismo Impresso emprestaram seus olhares para capturar notícias da cidade. O exercício foi o mais simples, mas também um dos mais provocativos para a atividade jornalística: procurar uma pauta factual de seus cotidianos e transformá-la em notícia. A turma foi encorajada a procurar notícias nos percursos diários, da casa à faculdade, dentro do transporte coletivo, no bairro onde mora, como se cada um tivesse de aprender a enxergar o que está óbvio mas que muita gente não vê.

O resultado pode ser conferido nesta edição que traz, em diferentes editorias, a pulsação de uma cidade às vésperas de receber a Copa do Mundo da FIFA, e que não consegue esconder seus problemas. São dificuldades no transporte público, na conservação e na limpeza de seus patrimônios. Mais que isso, este jovens repórteres sentiram o cheiro dos boxes provisórios do Mercado dos Peixes, alvo de críticas da população, ouviram reclamações de estudantes que devem pedir novas carteiras estudantis até o final de abril.

No bojo de direito e deveres, tanto o Poder Público quanto o cidadão têm sua parcela. É assim que muitos mototaxistas e motofretistas ainda descumprem a legislação que prevê cuidados na hora de dirigir. Ainda sobre legislação, acompanhamos a tramitação de três projetos de lei referentes às manifestações.

A edição também mostra iniciativas criativas como o K-Pop coreano, que atrai dezenas de jovens ao Super Amostra Nacional de Anime (SANA) no Sebrae em abril, expressões de luta, como mulheres que foram à ruas no 8 de março, e boas perspectivas de futuro, com abertura de cinco shoppings no Estado do Ceará e a consequente geração de emprego e renda. No esporte, campeões de surfe sofrem devido a falta de patrocínio, mas resistem mesmo em diante das dificuldades. Há também a polêmica em torno do uso da Arena Castelão, local de espetáculos bem além do tradicional futebol.

Esperamos que esta edição encoraje os estudantes de jornalismo a desbravarem a nossa cidade. Se falamos de problemas é na esperança de vê-los resolvidos. Se trazemos boas notícias é porque elas precisam ser contadas.
Boa leitura!

EXPEDIENTE

Diretor-Geral
Ednilton Soárez

Diretor Acadêmico
Ednilo Soárez

Vice-Diretor
Adelmir Jucá

Coordenador do Curso de Jornalismo
Dilson Alexandre

Editora-chefe
Edma Góis

Projeto Gráfico e Direção de Arte
Tarcísio Bezerra

Colaboraram, nesta edição, os alunos do Projeto Integrado de Jornalismo Impresso 2014.1
Texto
André Almeida, André Nina, Antonio Marcos, Ariadne Sousa, Bárbara Camurça, Camila Gadelha, Camila Menezes, Frank Roger, Gabriel Rodrigues, Gabriela Neres, Iane Ervedosa, Janaína Flor, Lorena Sales, Natasha Carvalho, Pedro Gustavo Mendes, Pedro Lopes.

Design
Guilherme Paiva

Charge
Deleon Denizart

Tags: , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *