Notícias

ESTUDANTES: Prefeituras oferecem acesso em ônibus para universidades

Categoria:

Reportagens

0

Universitários que residem em municípios próximos a Fortaleza e que diariamente precisam se deslocar para estudar têm coletivo gratuito

Um dos maiores desafios para os estudantes que moram na Região Metropolitana de Fortaleza é o transporte. Esta situação aos poucos, porém, está sendo resolvida. Algumas prefeituras como, por exemplo, dos municípios de Horizonte e Aquiraz, já disponibilizam ônibus gratuitos que ajudam esses alunos a chegarem ao nível superior com mais tranquilidade e comodidade. Para que isso ocorra, os acadêmicos precisam ir à secretaria de educação das prefeituras para fazerem um cadastro e levar documentos que comprovem que estudem em alguma instituição de ensino superior.

Durante o percurso da viagem, universitários procuram se distrair enquanto não chegam à universidade (Foto: Diego Ramon)

A estudante Sandrielly Nogueira, 22, de Publicidade e Propaganda da UNI7 (Centro Universitário 7 de Setembro) mora no Município de Horizonte a 40 Km de Fortaleza. Ela reconhece que dificilmente conseguiria estudar à noite sem o auxílio do ônibus oferecido pela prefeitura. Para ter acesso ao serviço Sandrielly precisou fazer um cadastro que semestralmente precisa ser renovado. Com isso gera uma carteirinha de estudante que dá direito à gratuidade. Ela informa que geralmente a viagem dura em torno de uma hora e aproveita esse tempo para estudar ou então acessar suas redes sociais.

Em 2016, o Município de Beberibe, distante 85 km de Fortaleza, cortou o transporte para os universitários alegando falta de verbas. O corte da oferta prejudicou muitos estudantes. “Os governos precisam rever suas prioridades. Dar preferência aos ônibus universitários é de extrema importância. Muitos de nós não possuímos recursos financeiros suficientes para pagar as passagens”, reconhece Sandrielly.

O mesmo raciocínio tem o estudante de jornalismo, Antoyles Sousa, 23, que mora no distrito Bernardo da Caponga, a 16 Km da cidade de Aquiraz. Aluno da Faculdade Nordeste (Fanor), diz que não conseguiria estudar em Fortaleza porque o custo do transporte ficaria muito caro. Além do ônibus, que pagaria da faculdade para Aquiraz, teria de pegar outra condução para chegar a casa. “O ônibus que pego ainda passa por duas outras faculdades e isso faz com que eu demore a chegar a casa. Aproveito esse tempo para dormir,” afirma. Antoyles diz que está muito feliz porque está conseguindo realizar seu sonho de se tornar um jornalista.

A estudante Sandrielly, no ônibus, ao lado de uma amiga antes do início da viagem (Foto: Diego Ramon)

As prefeituras não cobram esse tipo de serviço prestado aos universitários. Desde que mantenham seus cadastros atualizados, procurem chegar no horário e local marcado da partida dos ônibus, conservem o transporte e respeitem as leis de trânsito para que nenhum acidente possa ocorre durante o trajeto.

De acordo com os sites das secretarias de educação das prefeituras de Horizonte e Aquiraz, o serviço de transporte não é cobrado aos estudantes. Eles, porém, devem manter seus cadastros atualizados e renovadas as carteiras de estudantes, que garantem o acesso ao transporte gratuito.

Texto: Ermeson Santiago (3º semestre – Jornalismo/UNI7)
Fotos: Diego Ramon

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *