Notícias

VIDA: Estilos alimentares mudam hábitos e trazem benefícios à saúde

Categoria:

Reportagens

0

Pessoas estão aderindo a diferentes estilos para evitar complicações para o corpo e proporcionar bem estar

Comer é realmente uma sensação prazerosa. Seja saborear um sorvete, batata frita ou aquela feijoada de domingo. Mas, comida em excesso pode trazer complicações. É preciso, portanto, adotar certos hábitos que auxiliam o corpo a não adoecer. Alguns estilos estão sendo adotados por pessoas que desejam uma melhor qualidade de vida.

Vegana desde 2004, a nutricionista Sara Ortins adotou a dieta vegetariana que exclui qualquer ingrediente de origem animal. Segundo ela, os motivos vão além da saúde, mas também pelas questões ética – de acordo com informação divulgada no site da Sociedade Vegetariana Brasileira cerca de 10 mil animais terrestres são abatidos por minuto para o consumo de carne no Brasil – e ambiental, onde, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), o setor pecuário é o grande responsável pela erosão do solo.

Mesmo após 13 anos como vegana, Sara Ortins continua se desafiando todos os dias (Foto: Arquivo Pessoal)

“Na adolescência, acabei tendo contato com pessoas vegetarianas que me fizeram questionar a contradição de dizer que amava a natureza e os animais e comer bicho morto por puro prazer. Há 13 anos iniciei minha transição. Retirei todos os tipos de carne e, há 10 anos, que estou totalmente vegetariana estrita e seguindo a filosofia vegana”, revela. Sara ainda aponta as melhorias que apareceram desde que se tornou vegetariana. Os benefícios vão desde a melhoria do funcionamento intestinal a alergias respiratórias.

Já o caso do jornalista Emerson Tchalian é diferente. Ele optou pela dieta Low Carb. O método foge do que é recomendado sobre a quantidade diária de carboidratos em uma alimentação, que é de 50% a 55%. Já na Low Carb, o macronutriente pode conter de 5% a 45% desses nutrientes por dia. “Não é dieta, é estilo de vida. Dietas têm tempo determinado. Com ela você adota uma mudança de hábitos. Passei a fazer uma alimentação com baixos carboidratos porque precisava perder peso”, afirma.

“Na adolescência acabei tendo contato com pessoas vegetarianas que me fizeram questionar da contradição de dizer que amava a natureza e os animais e comer bicho morto por puro prazer”
Sara Ortins, nutricionista

Tchalian está nesse estilo de vida há seis meses e, segundo ele, os benefícios já foram notados. “Além de perder peso, o grande benefício é não sentir fome. Esse tipo de alimentação reduz os picos de insulina no sangue e, com isso, acaba com aquele ciclo vicioso de comer a todo instante. E ainda melhora as taxas de saúde como colesterol, triglicérides etc.”, finaliza.

A filosofia vegana vai além dos alimentos sem origem animal envolvendo a ética e o respeito aos animais (Foto: Arquivo Pessoal)

OBESIDADE EM PESO

O Ministério da Saúde divulgou uma pesquisa em abril de 2017 mostrando que num período de 10 anos, o Brasil aumentou o seu percentual de obesos. Em 2006, o número de obesos representava 11,8% da população. Já em 2016 o número de pessoas acima do peso é de 18,9%. Esses dados foram colhidos pela Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel). Essa pesquisa também revela que a cada cinco brasileiros, um está obeso e mais da metade da população está acima do peso.

Texto: Gabriel Barbosa (5º semestre – Jornalismo/UNI7)
Fotos: Arquivo Pessoal

Tags: , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *