Notícias

TCC: o momento para aplicar o que se aprendeu na faculdade

Categoria:

Entrevistas, Texto

0

Jéssica Bosford entrou na faculdade aos 17 anos na Faculdade 7 de Setembro (Fa7). Hoje, tem 22 e acaba de encerrar o último ano. Passou 70% do período acadêmico na Unifor, transferindo-se de volta para a Fa7 este ano. Ela conta como foi o processo de produção e elaboração da sua monografia, os desafios de construí-la e as expectativas para o futuro.

Quinto Andar – Qual o tema da sua monografia? E como você chegou a essa conclusão?
Jéssica Bosford – O tema da minha monografia é “Jornal Medicina: Uma análise de conteúdo do Jornalismo Científico”. O interesse pelo tema surgiu a partir do meu intenso acompanhamento e paixão por pautas que envolvem saúde e ciência no âmbito nacional e mundial. Comecei a questionar algumas problemáticas óbvias, que me deixavam inquieta, por exemplo, se a saúde é um bem necessário, além de um direito do homem, por qual motivo algumas divulgações não abrangem o público em geral, sendo então veiculadas para um grupo seleto? O jornalismo científico especializado em saúde é algo fantástico, realmente apaixonante pra mim, ele exerce uma função social belíssima, é agente de bons hábitos, de conscientização, de prevenção, além de abranger questões referentes à política em diversos âmbitos. Além disso, o Jornalismo Científico é um caso particular da comunicação, é ímpar e pouco estudado e também pouco difundido no âmbito acadêmico, o que, de certa forma, o tornou ainda mais atrativo e apaixonante pra mim. Contudo, o apego ao tema, relaciona-se diretamente aos fatores vocacionais descobertos bem antes de iniciar o curso, ainda no ensino médio, que, com o decorrer dos anos, tornaram-se mais óbvios e inevitáveis.

QA – O que foi mais difícil na apuração?
Jéssica – Como o objeto de estudo da minha pesquisa foi o Jornal Medicina, uma publicação oficial do Conselho Federal de Medicina, em Brasília, todo o tipo de apuração referente ao conselho, bem como entrevistas e coleta de dados foram dificultosas. Atrelado a isso, no âmbito do Jornalismo Científico as referências bibliográficas são bem restritas, poucos trabalhos foram desenvolvidos e disseminados pelo Brasil, são poucos pesquisadores da área, a contar nos dedos.

unnamed1QA – Qual o maior aprendizado da faculdade que você vai levar para o mercado de trabalho?
Jéssica – Todo aprendizado adquirido é indispensável e também formidável para a formação do nosso eu, isso inclui desde a personalidade ao destaque em várias áreas. Na faculdade, todo o aprendizado influencia na formação de um profissional competente e exitoso, porém, esse trabalho não é apenas de uma única pessoa, e, sim, de toda uma equipe (professores, coordenadores, instituição, família), na qual você só vai se dar conta de que existiu e sempre esteve ali, ao final de cada etapa, como exemplo, a graduação.

QA – Em qual área pretender atuar?
Jéssica – Atualmente, estou como assessora de imprensa titular da Secretaria Regional VI, na Prefeitura de Fortaleza. Nesse cargo, tenho descoberto várias inclinações que me levam a crer que o ponto de partida é a assessoria organizacional mesmo. Planos para o futuro? Tenho, sim, vários, dentro da área e fora dela. Minha única certeza, no entanto, é que não sairei dos bancos acadêmicos tão cedo.

QA – Dizem que o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é o pesadelo de todo estudante. Como você lidou com a expectativa da defesa e o processo de produção?
Jéssica – A dificuldade que boa parte dos formandos encontra é justamente a questão da carência de tempo, pois, durante o período de conclusão do curso, a gente tem que saber lidar com vários fatores que merecem nossa atenção além da monografia, por exemplo, família e trabalho. Além disso, no meu caso, os fatores emocionais tornaram-se mais relevantes, com a sensação de que eu estava pendente e ou não dava a devida atenção a todas as responsabilidades que eu havia assumido, bem como não podia dedicar mais tempo a mono devido às outras ocupações.

QA – Qual a principal dica que você deixa para aqueles que vão iniciar o processo de produção do TCC?
Jéssica – Na realidade, a monografia começa com um bom projeto desenvolvido. Então, se você ainda vai fazer o seu projeto, qualquer esforço para um trabalho excelente reduzirá grande parte dos seus problemas futuros. Para os que irão iniciar o processo do TCC, pro bem de vocês… Corram, comecem o quanto antes! O tempo passa super rápido e quando você vê já é o dia do seu depósito e da sua defesa. E o mais importante, escolha um tema no qual você se identifique, mas que não seja difícil ou impossível. Esse momento não é pra você descobrir um território nunca visto antes, esse momento é pra você aplicar o que você aprendeu na faculdade em algo de valor e importância relevante.

Renan Vidal

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *